Sugestões para oferecer ou para ler...


quinta-feira, 18 de Setembro de 2014

CHÁ FRIO DE HORTELÃ E GENGIBRE

O Verão chegou mais tarde e agora, em pleno mês de Setembro, é que temos dias quentes e noites agradáveis (o que é normal aqui por Sagres), nada melhor do que um chá fresquinho e feito de forma natural, sem corantes nem conservantes, para nos refrescar no final de um dia de praia. 
A receita é da revista "TV 7Dias" e só vos posso dizer que é dos melhores chás que provei até hoje...
1 ou 2 pedaços de gengibre
2l de água
1 molho de hortelã
1 limão (sumo)

Descasque o gengibre e corte-o em pedaços. Leve a água ao lume com o gengibre e deixe ferver.
Retire do lume e adicione o molho de hortelã. Deixe arrefecer totalmente à temperatura ambiente. Coe tudo e elimine o gengibre e a hortelã.
Deite o chá para  um recipiente, adicione o sumo de limão e reserve no frigorífico até arrefecer.

quarta-feira, 17 de Setembro de 2014

"EM PARTE INCERTA"

Depois de ter lido o outro livro da autora - "Objectos Cortantes" - acho que criei expectativas muito altas em relação ao suspense, à intriga e a todas as emoções que o livro anterior me provocaram... por isso devo confessar que esperava muito mais deste livro.
As primeiras 100 páginas, quanto a mim, foram uma maçada, a história andava embrulhada e podia-se ter desenvolvido muito mais no início e aproveitar alguns factos para dar mais realce ao mistério que era suposto a história ter.
A partir de certo ponto a história começa a ganhar embalagem e confesso que me prendeu, cheguei à fase em que não conseguia parar de ler para saber o que aconteceria a seguir.
Nas últimas 50/60 páginas voltei a ficar desiludida, não gostei da forma como o livro terminou... acho que uma obra que quer abordar a mente psicótica e doentia de algumas personagens deveria ter acabado de outra forma.
Este é daqueles livros que tenho a certeza que não voltaria a ler...

Uma manhã de verão no Missouri. Nick e Amy celebram o 5º aniversário de casamento. Enquanto se fazem reservas e embrulham presentes, a bela Amy desaparece. E quando Nick começa a ler o diário da mulher, descobre coisas verdadeiramente inesperadas…
Com a pressão da polícia e dos media, Nick começa a desenrolar um rol de mentiras, falsidades e comportamentos pouco adequados. Ele está evasivo, é verdade, e amargo - mas será mesmo um assassino?
Entretanto, todos os casais da cidade já se perguntam, se conhecem de facto a pessoa que amam. Nick, apoiado pela gémea Margo, assegura que é inocente. A questão é que, se não foi ele, onde está a sua mulher? E o que estaria dentro daquela caixa de prata escondida atrás do armário de Amy?

Com uma escrita incisiva e a sua habitual perspicácia psicológica, Gillian Flynn dá vida a um thriller rápido e muito negro que confirma o seu estatuto de uma das melhores escritoras do género.
Notas sobre a autora:
Gillian Flynn é autora de Dark Places, best-seller do New York Times que foi eleito melhor livro de 2009 pela Publishers Weekly, foi um dos favoritos dos críticos da New Yorker, a primeira escolha do Chicago Tribune na área da ficção e o livro de escolha para o verão da Weekend Today. É também autora de Sharp Objects, vencedor do Dagger Award e nomeado para o Edgar Award de romance de estreia, escolha da BookSense e da seleção de Descobertas da cadeia de livrarias Barnes & Noble. A autora está publicada em vinte e oito países. Vive em Chicago com o marido e o filho.

quinta-feira, 11 de Setembro de 2014

POLPA DE TOMATE CASEIRA

A minha horta este ano deu uma boa produção de tomates, pelo que há que pensar em formas de os aproveitar. Alguns são consumidos frescos em salada ou cozinhados, outros já estão congelados na arca para serem usados durante o Inverno, outros foram transformados em compota para adoçar as tardes de Outono, mas este ano resolvi também preparar polpa de tomate para ser usada nas pizzas ou outros cozinhados.
Fui em busca da receita e encontrei esta no site  da Vorwerk, que é muito simples de preparar...
1kg de tomate maduro e pelado
2 dentes de alho
1 cebola
sal q.b.
25gr de azeite
1 colher de sopa de açucar

Colocar todos os ingredientes no copo. Triturar 10 segundos na velocidade 9. Em seguida programar 35 minutos, 120º, velocidade 2. No final verifica-se como está a polpa e volta-se a triturar mais 10 segundos, dando uns toques de Turbo.
Colocar em frascos e guardar no frigorífico.

Nota 1: se o tomate for congelado não se deve acrescentar água. Se o tomate for fresco, e se achar necessário, pode acrescentar um pouco de água.

Nota 2: Esta polpa pode ser utilizada nas pizzas substituindo o molho de tomate, no arroz e até mesmo para fazer açorda de tomate.

sábado, 6 de Setembro de 2014

´"SEXTA CAMPA ALÉM DO ABISMO"

Uma vez mais não me desiludi com a continuação desta "série", que já conta com 6 livros... Charley continua hilariante e a viver situações do mais inesperado que se possa imaginar, juntamente com Reyes e com a sua amiga Cookie.
As personagens já nos são tão familiares que é como se fizessem parte da nossa vida e as encontrássemos diariamente no supermercado ou na caixa multibanco.
As aventuras da nossa ceifeira negra estão melhores e mais rebuscadas a cada livro que é lançado e este volume acaba de uma forma verdadeiramente surpreendente, que já me está a deixar literalmente a "salivar" pelo próximo!!!

Na vida, são poucas as coisas que se podem intrometer entre uma ceifeira negra e o seu café. Mas o sensual filho de Satã é certamente uma delas. Agora que Charley Davidson foi pedida em casamento pelo misterioso Reyes Farrow, ela sente que está na hora de saber mais sobre o passado do namorado, apesar da sua relutância em abrir-se. Charley aproveita então o dossiê oficial do FBI, sobre o rapto de Reyes durante a infância, para agir à revelia do namorado e conduzir a sua própria investigação. Porém, cai-lhe também em mãos outro caso perigoso, que a obrigará a localizar uma determinada testemunha, em apenas 48 horas. Se Charley não cumprir, as pessoas que lhe são mais próximas vão começar a desaparecer.
Notas sobre a autora:
Darynda Jones foi a vencedora do Prémio Golden Heart de 2009 para Melhor Romance Paranormal pela obra Primeira Campa à Direita.
Darynda não se lembra de não escrever. Vive no Novo México com o marido e os dois filhos.

quinta-feira, 4 de Setembro de 2014

TARTE DE DELÍCIAS E COGUMELOS

A minha filha aos poucos vai ganhando o gosto pela cozinha e de vez em quando gosta de nos surpreender a todos cá em casa. Começou pelos bolos e tem dias em que chego do trabalho e tenho um bolo à minha espera para o lanche.
Um destes dias cheguei a casa e tinha o jantar já preparado: fez esta tarte salgada cuja receita viu num dos fascículos da revista "TV 7 Dias"... só vos digo uma coisa: soube-me tão bem!!!
1 embalagem de massa folhada
2 latas de atum
1 embalagem de delícias do mar
1 lata pequena de cogumelos laminados
1/2 pacote de queijo ralado
2 ovos
2 dl de natas
sal, pimenta e noz moscada q.b.

Forre uma tarteira com a massa folhada; reserve. Escorra o atum para uma tigela e desfaça-o com um garfo. Coloque na tarteira e reserve.
Corte as delícias do mar às rodelas e disponha-as sobre o atum. De seguida, coloque os cogumelos e polvilhe com o queijo ralado.
Ligue o forno a 180º. Bata depois os ovos com as natas; tempere com sal, pimenta e noz moscada. Coloque esta mistura na tarteira e leve a meio do forno, durante 30 minutos. Sirva de imediato, decorado a gosto.

terça-feira, 2 de Setembro de 2014

"RETRATO DE FAMÍLIA"

Esta foi a minha estreia com um livro desta autora, mas confesso que já fiquei motivada para ler mais... a história é muito bonita e cativante.
As personagens conseguem envolver-nos completamente e as 3 personagens principais retratam 2 greações diferentes - mãe, filha e neta - cada qual com o seu diferente modo de pensar e agir, cada qual com as suas convicções e todas as três bastante teimosas e com personalidades muito vincadas, o que faz com que não se consigam entender umas com as outras.
Se Joy nunca se entendeu com a filha Kate, também será difícil entender-se com a neta Sabine, que cai literalmente de "pára-quedas" na sua casa e não se consegue adaptar aos usos e costumes da casa da avó... mas Sabine vai revelar-se uma jovem muito sensata e com grande capacidade de amadurecimento ao longo da história, pois se antes achava os avós umas "aves raras" pelo facto de serem velhos, com o passar do tempo vai ser o seu amparo e vai servir de elo de ligação entre os avós e a sua mãe.
Gostei tanto da história que confesso que fiquei com muita pena que o livro tenha chegado ao fim!
Recomendo vivamente a leitura desta obra.

1953, Isabel II é coroada. A comunidade inglesa em Hong Kong reúne-se para celebrar o acontecimento. Para Joy, trata-se apenas de mais uma reunião enfadonha, idêntica a tantas outras. Mas a sua vida transformar-se-á nessa mesma noite ao conhecer o jovem oficial da Marinha Edward Ballantyne. A impulsiva proposta de casamento após um breve encontro parece ser a resposta a todos os desejos de Joy.

Mais de quarenta anos volvidos, Joy e Edward vivem na Irlanda e a sua relação com Kate, a filha, e Sabine, a neta de dezasseis anos, é distante e fria. Em Londres, Kate tenta resolver mais uma das suas inúmeras crises amorosas e, numa tentativa de proteger Sabine, decide que ela vá passar umas férias com os avós.

Para surpresa geral, Sabine parece adaptar-se bem à vida no campo e ao difícil temperamento da avó. Até que o súbito agravamento do estado de saúde de Edward obriga Kate a um inesperado regresso à casa de família, reabrindo as velhas feridas que a separam de Joy. Que segredos afastam mãe e filha? Poderá Sabine unir duas gerações tão diferentes, ou cairá também ela no silêncio que as separa?
Notas sobre a autora:
Jojo Moyes nasceu em 1969 e cresceu em Londres. Estudou Jornalismo e foi correspondente do jornal The Independent até 2002, quando publicou o seu primeiro romance, Retrato de Família, e resolveu dedicar-se à escrita a tempo inteiro. Foi uma das poucas autoras a ganhar por duas vezes o prémio Romantic Novel of the Year, primeiro com Foreign Fruit (2003) e com A Última Carta de Amor (2010). Do catálogo da Porto Editora constam já os romances Silver Bay - A Baía do Desejo, Um Violino na Noite, Retrato de Família, A última carta de amor e Viver depois de ti.

sábado, 30 de Agosto de 2014

"GONE BABY GONE"

Estou um pouco dividida quanto à opinião a dar sobre este livro. Gosto bastante de histórias policiais e intrigante, mas esta poderia ter sido muito melhor, na minha modesta opinião.
Os ingredientes estão todos lá: boas personagens, história interessante, cenários adequados... mas às tantas sente-se que a história é invadida por longos momentos de narrativa e por personagens que teriam passado bem sem entrar na trama.
Por outro lado há outras personagens que deveriam ter tido muito mais destaque e atenção por parte do autor, como é o caso de Bubba, que torna muito divertidos todos os momentos em que intervém na história.
Houve partes que me comoveram, principalmente por abordarem uma criança pequena que é pura e simplesmente ignorada pela própria mãe.
No geral o livro não me seduziu muito e pelo facto tenho que lhe atribuir uma pontuação média.

Os detectives privados de Boston, Patrick Kenzie e Angela Gennaro, são contratados para tentar encontrar Amanda McCready, uma menina de quatro anos, raptada da sua própria casa, sem deixar rasto.
Apesar da vasta cobertura mediática, e da ajuda dos populares chocados com o acontecimento, a investigação policial nada consegue descobrir. Para Kenzie e Gennaro, o caso vai revelando contornos mais complexos do que aparentava ao início: a indiferença da mãe de Amanda, um casal com um historial de pedofilia e uma força policial com intenções muito duvidosas. Enquanto o tempo vai passando, Amanda permanece desaparecida, tão esquecida ao ponto de parecer de que nunca chegou a existir.
Quando uma segunda criança desaparece, Kenzie e Gennaro deparam-se com mais dificuldades: uma imprensa mais preocupada em tornar o caso dos raptos num espectáculo mediático sensacionalista, em vez de tentar ajudar a resolvê-lo, resistências por parte da polícia local e poderes ocultos que de tudo fazem para obstruir os seus esforços.
Apanhados numa complexa rede de mentiras, e determinados em desvendar este mistério, Kenzie e Gennaro cedo percebem de que todos os que se aproximam da verdade não regressam com vida…
Por captar as vozes que ecoam no interior de uma Boston operária, Dennis Lehane é um mestre na arte de contar histórias que liga pessoas amarguradas, emoções em farrapos e o crime brutal para criar implacáveis e emocionantes, crus e evocativos romances de suspense.

Notas sobre o autor:
Dennis Lehane nasceu e cresceu em Dorchester, perto de Boston. Escreveu vários romances, dos quais a Gótica publicou Um Copo Antes da Guerra, A Caminho das Trevas, Shutter Island, Gone, Baby, Gone, Mystic River, Prenúncio de Chuva e Terra dos Sonhos. Mystic River foi finalista do prémio PEN/Winship e ganhou o Anthony Award e o Barry Award para o melhor romance policial, assim como o Massachusetts Book Award. Foi adaptado ao cinema por Clint Eastwood com um enorme sucesso. Também Gone, Baby, Gone foi adaptado ao cinema pela mão do actor norte-americano, e vencedor de um Óscar da Academia, Ben Affleck, enquanto Shutter Island chegou ao grande ecrã por Martin Scorcese, sendo protagonizado por Leonardo DiCaprio, Mark Ruffalo, Ben Kingsley e Max Von Sydow. Antes de se tornar escritor a tempo inteiro, Dennis Lehane trabalhou com crianças mentalmente afectadas e abusadas, foi empregado de mesa e arrumador de automóveis, guiou limusinas, trabalhou em livrarias e carregou camiões.

terça-feira, 26 de Agosto de 2014

DOCE DE AMEIXA COM GINJINHA

Tenho que confessar uma coisa: a minha máquina do pão já andava desgostosa comigo por estar posta de parte há tanto tempo, pois desde que a Mycook chegou cá a casa, praticamente nunca mais foi usada... e eu cheguei a perguntar a mim mesma: "Será que a máquina ainda funciona? Ou já se avariou por estar tanto tempo parada?"
Para tirar as dúvidas e aproveitando o facto da ameixeira da minha horta estar carregada, "ressuscitei" a MFP e preparei um delicioso doce de ameixa com o toque especial da ginjinha...
500gr de ameixas descaroçadas
500gr de açucar
2 colheres de sopa de ginjinha
sumo de 1/2 limão
1 pau de canela

Colocar todos os ingredientes na cuba da máquina do pão e seleccionar o programa "Doces e Compotas".
No final, se achar que o doce está muito líquido, programar mais 10 ou 15 minutos, até atingir a consistência desejada.
Retirar o pau de canela, colocar em frascos e servir conforme a vossa imaginação mandar...