Sugestões para oferecer ou para ler...


terça-feira, 21 de Outubro de 2014

PANINI DE PANELA

Há muito tempo que via a circular pela blogosfera um tal de Panini de Panela que comecei a ficar curiosa... retirei a receita do blog O Clube do Bolinho e resolvi experimentar.
Não é que seja algo de perder a cabeça, mas é uma belíssima opção para aqueles dias em que estamos sem imaginação e que não nos apetece nada muito elaborado.
Quentinho é uma delícia, mas no dia seguinte também se pode comer frio, ou levemente aquecido no microondas.
Massa:
500gr de farinha tipo 65
200gr de água
100gr de leite
10gr de sal (coloquei apenas uma pitada)
10 a 15 gr de óleo
1 colher de chá de fermento pó royal

Recheio:
3 colheres de sopa de queijo creme (usei Philadelphia light)
queijo e fiambre
tomate
ou outros ingredientes à vossa escolha

Coloque todos os ingredientes da massa no copo do robot de cozinha e programe 3 minutos, velocidade Amassar. Divida a massa em quatro partes e abra de forma circular.
Recheie uma das partes com o queijo creme, o queijo em fatias, fiambre, tomate, ou os ingrdientes que quiser usar. Sobreponha o outro disco circular e selar bem as bordas, de modo a manter todo o recheio no interior.
Cozinhar numa frigideira antiaderente, apenas untada com um fiozinho de azeite, tapada com a tampa, cerca de 5 minutos. Virar com a ajuda de um prato e cozinhar do outro lado.
Servir de seguida.

domingo, 19 de Outubro de 2014

"ILUSÃO PERFEITA"

Jodi Picoult tem um estilo de escrita que me agrada bastante, pois a leitura flui com toda a naturalidade e quando damos por nós já temos o livro terminado.
Este não é talvez o seu melhor livro, mas aborda um tema que nunca deixa de ser actual: a violência doméstica.
Cassie é antropóloga e casa com Alex, um actor famoso no seio de Hollywood, um daqueles homens que todas as mulheres sonham conquistar, modelo de perfeição e de beleza.
Mas por trás de uma imagem de casamento perfeito e casal apaixonado esconde-se um cenário de violência doméstica, maus tratos que chegam a levar à perda de um bébé que ainda se estava a gerar, agressões físicas e verbais, etc.
A luta de uma mulher verdadeiramente apaixonada pelo marido e o drama e esforço enorme que tem que fazer para e livrar da vida de fachada que tinha. Acima de tudo uma história de coragem.
Uma mulher acorda num cemitério ferida e a sangrar, completamente amnésica. Não sabe quem é nem o que faz ali.
É socorrida por um polícia que acabara de chegar a Los Angeles. Alguns dias mais tarde, é apanhada de surpresa ao ser finalmente identificada pelo marido, nada mais, nada menos do que Alex Rivers, o famoso actor de Hollywood.
Cassie fica deslumbrada pelo conto de fadas que está a viver. Mas nem tudo parece correcto e algo obscuro e perturbador se esconde por detrás daquela fachada de glamour. E é só quando a sua memória começa gradualmente a regressar que a sua vida de cenário perfeito se desmorona e Cassie enfrenta a necessidade de fazer escolhas que nunca sonhou ter de fazer.
Notas sobre a autora:
Jodi Picoult nasceu e cresceu em Long Island. Estudou Inglês e escrita criativa na Universidade de Princeton e publicou dois contos na revista Seventeen enquanto ainda era estudante. O seu espírito realista e a necessidade de pagar a renda levaram Jodi Picoult a ter uma série de empregos diferentes depois de se formar: trabalhou numa correctora, foi copywriter numa agência de publicidade, trabalhou numa editora e foi professora de inglês. Aos 38 anos é autora de onze best sellers e em 2003 foi galardoada com o New England Bookseller Award for Fiction.

quarta-feira, 15 de Outubro de 2014

"À PROCURA DE NOUF"

Gostei de ler este livro especialmente para ficar a conhecer as diferenças culturais e religiosas que há entre o povo muçulmano e a nossa cultura.
Um povo que se diz muito crente, que reza cinco vezes por dia, uma cultura em que não é permitido às mulheres andarem na rua com o rosto descoberto, em que há tantas e tantas restrições... e que depois se verifica que bem lá no fundo muitos deles não têm problemas nenhuns em pecar, roubar e até matar.
A história do desaparecimento de Nouf vai ficando mais complicada à medida que o livro avança e quando pensamos que já conseguimos desvendar o mistério, eis que surge uma reviravolta final que nos faz deitar por terra tudo que tínhamos pensado antes.
Uma bela leitura para quem gosta de saber costumes e tradições de outros povos.

Um romance de mistério passado na Arábia Saudita.
Há uma semana que Nayir Ash-Sharqui, guia do deserto e muçulmano fiel e praticante, anda à procura de Nouf, irmã do seu amigo Othman e filha mais velha de uma conhecida e abastada família saudita. Ninguém sabe ao certo se ela foi raptada, se simplesmente fugiu, mas, quando um grupo de beduínos encontra finalmente o seu corpo sem vida, Othman pede a Nayir que descubra como foi Nouf acabar, morta e grávida, no meio do deserto.
A tarefa de Nayir não é de forma alguma facilitada pelos códigos sociais árabes: não lhe é permitido falar com as irmãs nem com as amigas de Nouf, nem, de resto, com qualquer mulher solteira que não venha escoltada por um parente. Só os homens da família — os irmãos e o noivo de Nouf — poderão dar-lhe informações sobre a vida da jovem. Mas nenhum deles parece poder, ou querer, fazê-lo… A única pessoa que está disposta a ajudar Nayir, quer ele queira a ajuda dela, quer não, é a noiva de Othman, uma rapariga emancipada chamada Katya, que trabalha no gabinete do médico legista. Num país onde os códigos morais e religiosos são dos mais rígidos, o comportamento independente de Katya choca com tudo aquilo que Nayir acredita dever ser próprio de uma mulher. Mas, à medida que vão trabalhando juntos na resolução do assassinato de Nouf, Nayir começa a apreciar a inteligência viva de Katya e a sua paixão pela verdade; e, à medida que cresce a sua admiração por ela, vai-se estreitando cada vez mais o abismo entre os seus desejos e as suas crenças… Lutando simultaneamente com as suas convicções religiosas e com o enorme desejo de encontrar uma mulher e fundar uma família, a investigação de Nayir cedo se transforma numa busca da verdade não apenas em relação ao que aconteceu a Nouf, mas também em relação a si próprio.
Uma intriga magnificamente tecida num romance que consegue reunir ao suspense e a um desenlace surpreendente a originalidade de uma perspectiva única, inteligente e sem preconceitos sobre os códigos de uma sociedade que continua a ser, para nós, ocidentais, largamente desconhecida.
Notas sobre a autora:
Zoë Ferraris viveu durante um ano numa comunidade muçulmana conservadora de Jeddah, na Arábia Saudita, experiência que a inspirou na criação das personagens e da trama do romance À Procura de Nouf, que conquistou o primeiro prémio na categoria de Romance Policial na Santa Barbara Writer’s Conference. Zoe completou há pouco o Mestrado em Belas-Artes da Columbia University e é beneficiária da Graham Merit Fellowship do Departamento de Escrita da mesma universidade.

sábado, 11 de Outubro de 2014

"O DIÁRIO DA NOSSA PAIXÃO"

Ler Nicholas Sparks é sempre uma espécie de bálsamo para a alma... há quem ache os seus livros romances cor-de-rosa e desinteressantes, mas eu gosto muito, tanto pela forma como o autor escreve como pelos temas que aborda em cada um dos seus romances.
Este livro transborda ternura em cada página e enquanto se conta uma linda história de amor, com alguns desencontros pelo meio, ao mesmo tempo o autor aborda e faz-nos pensar na doença degenerativa que é o Alzheimer.
Consegue perceber-se a angústia de quem acompanha um doente de Alzheimer, o sofrimento de quem está à sua volta e ao mesmo tempo os medos que assolam o doente, bem como o isolamento e alheamento que esta doença traz... e pode acontecer a qualquer pessoa.
Gostei muito deste livro, lê-se de um fôlego e é uma boa companhia para uma tarde chuvosa.

Nicholas Sparks, o jovem autor deste inesperado bestseller, nunca esqueceu o ensinamento que a relação amorosa dos pais da sua mulher, casados há mais de 62 anos, lhe transmitiu - a possibilidade de viver em estado de paixão mesmo depois de vários anos de convívio. Foi por isso que decidiu escrever este comovente romance de amor que acompanha o enamoramento entre um homem e uma mulher, que só no final das suas vidas concretizam uma paixão arrebatadora.
Notas sobre o autor:
Nicholas Sparks nasceu em 1965 em Omaha, Nebraska. Cresceu em Fair Oaks na Califórnia e vive actualmente na Carolina do Norte com a família. Foi durante algum tempo delegado de informação médica até que Theresa Park, agente literária, decidiu começar a representá-lo, vendendo os direitos do seu primeiro romance O Diário da Nossa Paixão (The Notebook) à Warner Books. O sucesso foi imediato e a obra permaneceu durante 56 semanas consecutivas nos tops americanos. Seguiram-se livros como As Palavras que Nunca te Direi (Message in a Bottle) e Um Momento Inesquecível (A Walk to Remember), Corações em Silêncio (The Rescue) também eles sucessos editoriais de grandes proporções, tendo o primeiro sido adaptado para versão cinematográfica pelo próprio autor. Considerado o golden boy da ficção comercial americana é um autor consagrado internacionalmente pelo público.

sexta-feira, 10 de Outubro de 2014

"O ÍCONE"

Um thriller que tinha tudo para dar certo mas que teve algumas partes tão confusas e maçadoras que só depois de alguma insistência e força de vontade da minha parte é que consegui levar a leitura até ao final.
A história gira em torno da falsificação de obras de arte e da descoberta de um documento que pode mudar as crenças religiosas que conhecemos há muitos anos.
Ponto positivo: as idílicas paisagens das ilhas gregas e a personagem Eugene que é muito divertido.

Um negociante de arte sem escrúpulos encomenda ao pintor Gary Hanson a réplica do ícone mais famoso do mundo que se encontra na ilha grega de Tinos. Mas enquanto visitava a ilha de Míconos ali perto, Gary tomou conhecimento de notícias perturbadoras relacionadas com o seu amigo mais chegado John Ralston, a quem também tinha sido encomendada a falsificação de outra obra de arte e acabara por sofrer um misterioso colapso como resultado disso. Céptico em relação ao que se passou, Garth decide investigar e dá por si a enveredar por um trilho perigoso de assassinatos, traições e enganos, sendo subitamente atirado para um mundo de falsidade e medo, onde o factos e a ilusão se confundem e se tornam surreais. Sem ninguém em quem confiar, Garth torna-se obcecado em descobrir a verdade por detrás do ícone. Este contém um segredo terrível e antigo que, caso seja revelado, poderá mudar o mundo como o conhecemos.
Notas sobre o autor:
Gary Van Haas licenciou-se na UCLA School of Journalism e passou os últimos vinte anos a viver na Grécia, viajando pelos destinos mais misteriosos, em busca das suas culturas indígenas, costumes, mitologia e locais arqueológicos. Actualmente encontra-se a trabalhar como romancista e desenvolveu um sentido apurado pela região denominada de «Helas». Recentemente terminou outra sequela do thriller O Ícone na sua série de aventuras de acção de Garth Hanson denominadas Malabar Run, cujo plano de acção se desenrola nos trópicos sumptuosos de Goa, na Índia, estando ainda para ser publicado.

quinta-feira, 9 de Outubro de 2014

DOCE DE PERA COM LARANJA E LIMÃO

Num dia chuvoso como o de hoje nada melhor do que começarmos a pensar nos chás fumegantes para o lanche, acompanhados de umas torradas quentinhas e de um belo doce caseiro. Este foi feito para aproveitar umas peras que andavam a vaguear na fruteira... recorrendo à ajuda da Mycook foi num instante que a fruta se transformou nesta delícia.
850gr de pera em pedaços
1 laranja
casca de 1 limão
100gr de açucar branco
300gr de açucar amarelo

Colocar no copo a pera, o açucar e a laranja descascada e cortada em pedaços. Programar 20 segundos, velocidade 8.
Juntar a casca do limão e programar 30 minutos, 100º, velocidade 2.
Retirar o copo, colocar o cesto invertido sobre a tampa e programar 10 minutos, 100º velocidade 2, de forma a apurar o doce.
Colocar em frascos esterelizados e servir com torradas, bolachas, tostas ou usar para rechear bolos.

terça-feira, 7 de Outubro de 2014

"HOTEL HOLLYWOOD"

Gosto bastante desta autora mas confesso que este livro não me agradou por aí além... a história está escrita de uma forma tão previsível que estamos a ler e já conseguimos adivinhar as traições e as desilusões que vão ter lugar nos capítulos seguintes.
A personagem principal não deixa de ser simpática, mas é "mole" e por vezes tão "tapadinha" que estive tentada a largar o livro a meio.
Acho que com este enredo e personagens Danielle Steel nos poderia ter dado muito mais.

Pacata dona de casa, aspirante a escritora, Tanya recebe uma proposta. Um dos mais conceituados produtores de Hollywood quer que seja ela a argumentista do seu novo filme. Os filhos entraram na adolescência, o marido incentiva-a seguir os seus sonhos. Tanya aceita, e a produção instala-a no Bungalow 2 de Beverly Hills. Habituada à calma dos dias sente-se no meio de um turbilhão entre atores, atrizes, realizadores, intrigas e o irresistível glamour e brilho de Hollywood. Enquanto se tenta manter ligada à antiga vida os regressos a casa tornam-se cada vez mais desapontantes. Sente-se em falta com o marido e os filhos, mas quando o marido a trai com outra mulher, Tanya percebe que na verdade começou já a viver um outro capítulo da sua vida…

Notas sobre a autora:
Danielle Steel nasceu em Nova Iorque em 1949. Passou parte da sua infância em França, e, regressada aos Estados Unidos, estudou Literatura Francesa e Italiana na Universidade de Nova Iorque. Tem sido aclamada como uma das autoras mais populares a nível mundial, traduzida em 28 línguas e publicada em 47 países, com mais de 590 milhões de livros vendidos.
Os seus bestsellers internacionais incluem Mistérios do SulAssuntos do CoraçãoUm Dia de Cada VezGrande Mulher, entre outros títulos.

quarta-feira, 1 de Outubro de 2014

BOLO DE AMENDOIM

É muito bom chegar a casa depois de um dia de trabalho e encontrar um bolo à minha espera... a filhota de vez em quando faz-me destas surpresas: vai pesquisar uma receita na net ou numa revista, põe mãos à obra e prepara estes lanches maravilhosos!
Aproveitando uns amendoins que tinha em casa e que ninguém comia, aqui está o bolo inteiramente preparado e confeccionado pela minha filha... delicioso!!!
4 gemas
4 claras
400gr de açucar
200gr de amendoins torrados e moídos
360gr de farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento
3 colheres de sopa de margarina amolecida
240ml de leite

Bater o açucar, a margarina e as gemas até formar um creme claro.
Acrescentar alternadamente a farinha e o leite, misturando de seguida o amendoim e o fermento.
Bater as claras em castelo e adicionar ao preparado, mexendo delicadamente.
Colocar numa forma untada e polvilhada e levar ao forno, pré-aquecido a 180º, durante 40 minutos.
Desenformar depois de frio.